Blog publica o Poema "Museu Caeté"

Encomendado pela equipe e feito pelo amigo e poeta Luiz Carlos de Souza, temos o orgulho de publicar o poema feito em homenagem ao Museu Regional de Caeté, contendo referências sobre sua história e sobre seu acervo. Agora como parte permanente de nosso Blog e podendo ser acessado pelo menu superior

 
Museu Caeté 
Luiz Carlos de Souza

Fachada colonial
Eira e beira,
Pau-a-pique
E colunas de madeira


Sacadas e soleiras.
Eis a cara, o frontal
Do imponente e majestoso
Requinte baronial


Guarda e resguarda
Um passado secular
São culturas e costumes
É memória a preservar


Das manifestações remotas
Do poder e da submissão
Do senhor e do servo
Do crente e do descrente


No rococó das mobílias
Na religiosidade das imagens
Nos oratórios de madeira
Com seus anjos e arcanjos


Nas louças inglesas
Nos traçados das telas
Nos afro-religiosos
E nas porcelanas chinesas


São Sebastião, de estilo indígena
Ótica tão perfeita, ilusão
Pisca e chora, quando me olha
Me entrego em comoção


Na capela de São Manoel
Com altar e forro em rococó
Está a fé, um sentimento
Eternizada no altar-mor


É o mental e o físico
Para onde se convergem
O sentimento e a ação
De nosso passado glorioso

Nenhum comentário:

Postar um comentário